Logo Pró-Saber SP

Pró-Saber SP e o Compromisso Nacional Criança Alfabetizada

Fundadora do Pró-Saber SP e Doutora em Educação, Maria fala da urgência em nos sensibilizarmos para alfabetização de todas as crianças.
Capa com categoria "Institucional" e foto de Maria Cecilia Lins, fundadora do Pró-Saber SP e Doutora em Educação. Mulher branca, de cabelo comprido loiro, suéter preto e camisa branca, sentada e com a biblioteca ao fundo.

O Governo Federal lançou em junho deste ano o Compromisso Nacional da Criança Alfabetizada. Esta é uma resposta do Governo ao desempenho do Brasil nas avaliações de 2021 do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) que revelou que 56,4% dos alunos foram considerados não alfabetizados. Em outro estudo internacional conduzido pelo Inep, o Estudo Internacional de Progresso em Leitura (PIRLS), divulgado já em 2023, o Brasil ficou à frente de apenas cinco países em avaliação internacional de alfabetização, aplicada em 65 nações.

Capa do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, do governo federal

E nós, cidadãos brasileiros, como nos sentimos diante deste cenário tão dramático? Como reagimos?

Eu me sinto atravessada pelo desamparo das crianças, dos professores e das escolas. A pergunta inadiável “E agora?” pulsa na minha cabeça. Sinto muita indignação e respiro a injustiça que esse diagnóstico revela. Nem todas as crianças brasileiras têm garantido o direito de aprender a ler e elas precisam ser resgatadas urgentemente. Não é possível aceitar de braços cruzados esta desigualdade escancarada! Por que deixamos de lado aquilo que não nos afeta mesmo sabendo das consequências desse abandono?

Se de um lado sou tomada por esse sentimento, por outro, sinto um forte sopro de esperança ao ouvir a palavra Compromisso proposta pelo Governo.

Compromisso é uma promessa mútua e nos traz um sentido de responsabilidade, de engajamento e de um acordo entre nós. Uma das premissas do Compromisso do Governo é a “Mobilização e engajamento da Sociedade.”

No entanto, como a sociedade pode se mobilizar e se engajar nessa convocatória?

Para nos engajarmos nesse compromisso, acredito que é necessário nos sensibilizarmos sobre a urgência deste tema para que o propósito de alfabetizar toda criança brasileira vire uma obsessão nacional.

Esta sensibilização acontece quando revestimos de humanidade esta estatística fria, sem cara e sem coração apresentada no diagnóstico das pesquisas. Reconhecer a humanidade que habita em cada criança que na escola chamamos de aluno, significa reconhecê-la como ser um único, que tem nome, família, história, e que vive encharcada de afeto e do desejo de aprender a ler e a escrever.

Como Organização da Sociedade Civil compactuamos com esse compromisso e nos engajamos na urgência dessa luta.

Mas precisamos de uma nação inteira de mãos dadas nesse pacto. Queremos convidar cada um a se engajar nesse Compromisso Nacional acompanhando sistematicamente as ações do Governo para dar conta desse compromisso.

Não podemos mais fechar os olhos para esta realidade. É missão de cada um de nós conhecer e reconhecer o direito de aprender a ler de todas as Amandas, Larissas, Brenos, que estão em suas escolas.

Vamos nos mobilizar conhecendo o problema e nos sensibilizando para que cada um de nós seja um grande observatório deste compromisso que foi lançado.

Veja também

Capa em amarelo com foto de jovens participando do SLAM Pró Paraisópolis