Criar traz felicidade

I. há um mês tornou-se construtor.
Quis muito construir um balanço. Pegou um pneu da escola , corda e passou o recreio inteiro tentando.
Por fim, com um nó bem frouxo conseguiu brincar um pouco.
O rosto dele se transformou.
Mostrou para todo mundo o balanço que criou.
O mais lindo do processo dele é que não desistiu.
Fez dezenas de tentativas até conseguir.
No outro dia, com ajuda dos professores remontou o balanço no galho da goiabeira.
Convidei-o um dia na hora do recreio para ir para o computador.
Ele respondeu:
-Não quero não. Vou brincar no meu balanço.

No recreio de hoje, depois muito bambalalão foi reformar sua casa .
Muita lama, balde, pá.
I. está em obra. 

Veja também

Foto das famílias reunidas e criança abraçando um homem em preto e branco