Muito, muito obrigado!

By | Sem categoria | No Comments

Entre Novembro e Dezembro de 2016 realizamos uma campanha de crowdfunding para arrecadação de recursos para o projeto Pró Ler e Brincar.

O Pró Ler e Brincar é o nosso projeto caçula, fará um ano em Março/2017.

Desde o seu início, o Pró Ler e Brincar já atendeu, gratuitamente, mais de 120 crianças, de 3 a 12 anos, em Paraisópolis, segunda maior comunidade de São Paulo.

Todos os dias as crianças podem usufruir de um espaço lúdico, repleto de brincadeiras e histórias!

96 benfeitores contribuíram para que a meta fosse atingida e superada!

Já estamos enviando todas as recompensas aos apoiadores. Uma das recompensas era o agradecimento em nosso site.

Gostaríamos de dizer um muito, MUITO OBRIGADO a vocês:

Regina Izzo Fusco

Ana Paula Gonçalves

Monica Ferrari

Flora Affonseca Momberg de Oliveira

Natalie Valili

Samantha Simon

Camila Barbieri

Humberto Pierri

Maria Beatriz Borges Di Giacomo

Erika Fernanda Batista da Cruz

Bruna Tasca Twiaschor

Fernanda Renner

Silvana Nardini Bock

Miriam Leila Pessôa

Nathalia Augusta Gonçalves

obrigado-pessoal

 

Pró-Saber SP recebe escritores em semana de comemoração dos 100 livros lidos

By | Sem categoria | No Comments
Contação de histórias com Analu Lacombe

Contação de histórias com Analu Lacombe

Tudo começou com uma festa para celebrar a marca de 100 livros lidos pelas crianças durante o ano e se tornou em uma fantástica semana literária!

Com a presença das famílias e amigos, a “Festa dos 100 livros lidos” foi festejada em sua 3ª edição esse ano. As crianças puderam falar sobre os seus livros preferidos e também apresentaram e autografaram o livro de criação coletiva: “Maria, Rafael e os Lobos”, que você pode ler, na íntegra, clicando na imagem abaixo:

Livro escrito e ilustrado por alunos do Pró-Saber SP

                                                                         Livro escrito e ilustrado por alunos do Pró-Saber SP

O livro foi escrito durante um longo processo, no qual as crianças puderam criar a história e fizeram as próprias ilustrações. A atriz e contadora de histórias, Analu Lacombe, participou desse processo de criação no primeiro semestre e veio celebrar conosco o lançamento do livro.

Mas não parou por aí!

Recebemos ao longo da semana o também escritor José Luiz Tejon, que compartilhou com os adolescentes a sua história de vida e de superação e trouxe os ensinamentos do seu recém-lançado “Guerreiros não nascem prontos”. Fora presentear os alunos do Pró-Saber SP com livros, Tejon também nos presenteou com um lindo texto, publicado no portal EXAME, sobre as impressões do trabalho aqui realizado.

José Luiz Tejon e os alunos do Pró-Saber SP

José Luiz Tejon com equipe e alunos do Pró-Saber SP

Também contamos com a presença da escritora e ilustradora Patricia Auerbach, que contou histórias para os pequenos e fez um bate-papo com os adolescentes sobre o tema Leituras de mundo. A importância do Letramento Visual. Segundo Patricia, “Vivemos rodeados por imagens. Referências visuais estão por toda parte nas notícias da imprensa, na tela dos smartphones, no semblante das pessoas a nossa volta e na maneira como nos comunicamos uns com os outros. Mesmo assim, para a maioria dos jovens a reflexão sobre o universo gráfico é restrita às aulas de artes visuais. Mas será que 50 minutos semanais são suficientes para alguém aprender a pensar visualmente? Nosso mundo é visual e se quisermos de fato ler o que está a nossa volta precisamos urgentemente repensar o papel da imagem na nossa rotina”.

Patricia Auerbach fala sobre a importância do letramento visual

Patricia Auerbach fala sobre a importância do letramento visual

No sábado, as crianças divertiram-se muito com a presença de Blandina e Lollo, autora e ilustrador, de livros como O Coiso Estranho, Ernesto, Quem soltou o pum?, entre outros. Eles trouxeram a magia e o encantamento em uma oficina de desenhos com areia!

Ainda iremos recebetr Roberta Asse, Tati Filinto e Selma Maria. Continuem acompanhando!

Oficina de ilustração em areia com Blandina e Lollo

Oficina de ilustração em areia com Blandina e Lollo

 

Um Recreio diferente!

By | Sem categoria | No Comments

O Pró-Brincar no Recreio é uma parceria que existe entre o Pró-Saber SP e a EMEF Prof. Paulo Freire, e tem como objetivo levar brincadeiras e diversão ao intervalo da escola por meio da mediação dos próprios alunos.

Em 2012 recebemos um pedido de ajuda da escola: “Precisamos melhorar o intervalo dos alunos dos 1º e 2º anos”. Havia muitas brigas, guerra de comida, bullying e falta de atividades que mobilizassem os estudantes.

Investimos na formação de um grupo de monitores para atuar no recreio e mudar essa realidade. Chamamos os adolescentes que faziam atividades no Pró-Saber SP e os convidamos para esse projeto inovador e pioneiro na comunidade: (re) aprender as brincadeiras preferidas das crianças para brincar com elas no intervalo escolar. Fomos pular corda, amarelinha, brincar com bambolê e bater bafo. Aprendemos algumas brincadeiras como tubarão, corrida pô, campo minado e queimada israelense.

Formação em atividades lúdicas, no Pró-Saber SP

Formação em atividades lúdicas, no Pró-Saber SP, em 2012: preparação antes de fazer a intervenção na escola

Ao mesmo tempo em que transformamos o recreio da escola reduzindo os casos de conflitos e machucados, demos a oportunidade aos adolescentes de serem protagonistas da ação. Possibilitamos que eles fossem co-responsáveis pelo planejamento, execução e avaliação do trabalho. Os apoiamos para que desenvolvessem a responsabilidade, a empatia e o espírito do trabalho em grupo.

As crianças ficaram mais felizes na escola, as brigas e xingamentos diminuíram, e os monitores se descobriram capazes de realizar uma mudança significativa na comunidade em que viviam.

2012: Monitores durante o recreio

2012: Monitores durante o recreio

Foi um trabalho duplamente lindo e eficiente. Em 2014 o projeto foi premiado pelo Clube Pinheiros, com o Prêmio Semedor do Bem.

Três anos se passaram, e agora recebemos um novo pedido de ajuda da mesma escola: AS CRIANÇAS ESTÃO BRIGANDO MUITO E NÃO TÊM COM O QUE BRINCAR.

Lá fomos nós mais uma vez investir na formação de um grupo capaz de tocar o Pró-Brincar no Recreio. Essa formação foi novamente realizada pelos educadores do Pró-Saber SP. Muitos alunos dos 5º e 6º anos apareceram com o interesse em ajudar a própria escola.

Relembrando as nossas ações do passado para replanejar o projeto de 2016, descobrimos algo maravilhoso e que nos encheu de orgulho e alegria: os alunos empenhados em participar como monitores hoje foram os “beneficiados” pelo projeto em 2012.

Início de 2016, o novo grupo começou a se formar

Início de 2016, o novo grupo começou a se formar

Descobrimos que quem usufruiu das brincadeiras quando tinha 7 e 8 anos, agora tem 11 e 12, e quer ajudar os outros alunos menores.

Descobrimos que ao ajudar a escola e os alunos, plantamos sementes de esperança, e hoje estamos colhendo os frutos do nosso trabalho: quem foi ajudado quer ajudar e devolver um pouco daquilo que recebeu.

As sementes de empatia, escuta e acolhimento estão crescendo e nos mostrando que sim, nós somos a mudança que queremos ver no mundo.

As educadoras Fernanda e Luana com a turma crescendo!

As educadoras Fernanda e Luana com a turma crescendo!

Nos próximos posts contaremos sobre o desenrolar do projeto. Acompanhem!

Rafael vai para a faculdade!

By | Sem categoria | No Comments

Hoje iremos contar um pouquinho da história do Rafael, aluno e estagiário aqui do Pró-Saber SP.

O Rafa entrou no Pró-Saber SP não como aluno, mas como voluntário. Aos 12 anos já queria ajudar.

Sua mãe, Daniela, trabalhava no Pró-Saber SP como ajudante de cozinha e o Rafa não queria ficar em casa sem fazer nada depois da escola, então começou a ajudar na Biblioteca, cuidando dos livros.

Em pouco tempo, tornou-se aluno no programa Espaço de Protagonismo Social, participando de todas as aulas e atividades. Aprendeu a tocar diversos instrumentos musicais nas oficinas de percussão e fez parte da primeira turma do Projeto Recreio, que desenvolve  os adolescentes para serem atuantes nos recreios em escolas, criando brincadeiras e mediando conflitos.

Em 2015, tornou-se estagiário auxiliando as professoras dentro e fora da sala.

10245331_297895087033190_6537273987639425034_n

No meio do ano passado, o Rafa fez um intercâmbio pelo CISV, com a ajuda de um apoiador que notou sua garra e vontade de aprender, e passou um mês na Espanha junto com outros jovens.

 

rafa amigos

Outras oportunidades também surgiram, como o convite para participar do Lab de Transformação, o primeiro acampamento de empreendedorismo social do Brasil, desenvolvido pela Mara Mourão, diretora do documentário Quem se Importa.

No final do ano passado, junto com a voluntária Manoela Moreira, seu irmão Gabriel e o amigo Matheus, criou o projeto ParaColeta, uma oficina para ensinar os jovens sobre a importância da coleta seletiva e da reciclagem, e também a criarem as suas próprias lixeiras divertidas, utilizando pneus usados.

11987076_903075486445824_7062754204043652247_n

No início de 2016, o Rafa decidiu se matricular em um cursinho popular para ir atrás do seu sonho de cursar uma universidade. Muitas dúvidas surgiram no caminho, como por exemplo, qual curso fazer? Inspirado por sua trajetória, decidiu prestar vestibular para Pedagogia e há pouco tempo veio a notícia boa: o Rafa agora é universitário!

Pedimos para que o Rafa deixasse algumas palavras para os jovens que, como ele, também querem trilhar um caminho de oportunidades:

  1. Procure apoio: “Acredito que sem o Pró-Saber SP teria sido tudo mais difícil. Sempre tive apoio aqui e encontrei pessoas dispostas a me orientar e me apoiar”.
  2. “Sempre procure fazer o seu melhor, para você e para os outros, que a ajuda vem. Gosto muito do conceito UBUNTU, que vem da filosofia africana: Eu sou, porque NÓS somos.”

O Rafa disse que agora pretende se dedicar a faculdade, viajar com o CISV, manter os laços com o Pró-Saber SP e, no futuro, voltar como professor:

“O Pró-Saber SP me ensinou a ter respeito, olhar para o outro com um olhar mais afetivo. Quero ensinar o que aprendi aqui”.

Parabéns, Rafa! Estamos todos muito orgulhosos da sua nova etapa!

 

As histórias do vídeo Da Porta Para Dentro

By | Banda Tocando a Real, Educação Integral, Notícias, Sem categoria | No Comments
Os convidados do vídeo Da Porta Para Dentro

Os convidados e participantes do vídeo Da Porta Para Dentro, Antônio, Márcia, Maria Lúcia e Cristiane

Lançamos no dia 29 de junho o vídeo Da Porta Para Dentro, que conta um pouco das histórias de vida que entrelaçaram-se aqui, no Pró-Saber SP.

O Pró-Saber SP nasceu em 2003, fruto do sonho da Maria Cecília, em promover oportunidades iguais, na área da Educação, para as crianças de Paraisópolis, e esse virou um sonho coletivo.

D. Maria Lúcia, a primeira personagem do vídeo, é mãe de três filhos, entre eles, a Greicy, aluna do Pró-Saber SP há 6 anos.

A Greicy tem 15 anos, e no Pró-Saber SP ela faz parte do programa Espaço de Protagonismo Social. Esse ano, passou no exame para ingressar no Ensino Médio na ALEF Paraisópolis, uma escola particular, dentro da comunidade. Assim, como o Antônio, jovem cheio de entusiasmo, que conquista a todos com a sua simpatia.

Antônio fazendo uma das coisas que mais gosta: tocando na banda Tocando a real

Antônio fazendo uma das coisas de que mais gosta: tocando na banda Tocando a Real

 

Graicy, filha de Maria Lúcia, soltando a voz na banda Tocando a Real

Greicy, filha de Maria Lúcia, soltando a voz na banda Tocando a Real

Da Porta Para Dentro também traz duas funcionárias do Pró-Saber SP, Márcia Félix e Cristiane Mendes. A Márcia está no Pró-Saber SP há 10 anos. Maria conheceu a Márcia em uma de suas andanças pela comunidade. Márcia tinha uma escolinha no quinta de casa, já foi educadora e hoje trabalha como mediadora comunitária, participando de todas as reuniões e visitas domiciliares que realizamos. Também coordena o nosso famoso Bazar da Pechincha, uma importante fonte de renda para a manutenção dos projetos.

Márcia com sua alegria e disposição na Festa Junina do Programa Pró Ler e Brincar

Márcia com sua alegria e disposição na Festa Junina do Programa Pró Ler e Brincar

 

Professora Cris Mendes, a contadora de histórias e atriz Analu Lacombe, com sua turma

Professora Cris Mendes, com a contadora de histórias e atriz Analu Lacombe e a professora Melissa, e a turminha 2016

Cristiane Mendes, carinhosamente conhecida como Cris, formou-se em Pedagogia, após mudar-se de Pernambuco para São Paulo.

Se você ainda não assistiu ao vídeo Da Porta Para Dentro, é só dar o play!

O vídeo Da Porta Para Dentro foi dirigido por Renata Sauda, com apoio do Instituto CSHG.

Uma biblioteca infantil no sertão da Paraíba!

By | Sem categoria | No Comments

No início desse mês o Pró-Saber SP embarcou rumo à uma missão muito especial!

A convite do Grupo Mulheres do Brasil, liderado por Luiza Helena Trajano, o Pró-Saber SP idealizou e montou uma biblioteca infantil no sertão da Paraíba, em Aparecida.

Foram 3 dias de muita mão-na-massa e apoio dos moradores, como o Marquinhos, que orientou a pintura das paredes.

Mão-na-massa!

Mão-na-massa!

A Biblioteca foi inaugurada com todo o grupo e as crianças já se apropriaram do espaço!

Os estagiários do Pró-Saber SP, Matheus e Gabriel, mencionaram 5 dicas muito importantes para que uma biblioteca seja bastante frequentada. E de biblioteca eles entendem!

1 – A Biblioteca não precisa ser luxuosa, mas precisa ser aconchegante e bonita. Paredes pintadas, almofadas coloridas e um tapete bem gostoso para sentar no chão. É importante que o local esteja sempre limpo. Livro empoeirado causa muito espirro!

2 – A Biblioteca precisa estar organizada, para que os livros sejam encontrados facilmente.

3 – Os funcionários precisam conhecer o acervo, para indicar livros  e conseguir encontrá-los. E um sorriso no rosto faz toda a diferença!

4 – Desburocratizar o cadastro: muitas vezes as crianças vão sozinhas à Biblioteca, pois os pais estão trabalhando. Facilitar o cadastro e acesso dos pequenos aumenta o interesse e frequência.

5 – E a dica final é: confie nos leitores! As crianças com o tempo passam a entender as regras da biblioteca, a questão de tempo de empréstimo e o cuidado com os livros. Tudo é uma questão de hábito. Confie nas crianças, que elas serão leitores de biblioteca exemplares!

A biblioteca infantil prontinha, e Gariel, Luiza e Matheus

A biblioteca infantil prontinha, e Gariel, Luiza e Matheus

Pró-Saber SP na Semana Mundial do Brincar 2016

By | Sem categoria | No Comments

A Semana Mundial do Brincar 2016, iniciativa da Aliança pela Infância, aconteceu entre os dias 22 a 28 de maio, e o Pró-Saber SP participou com o Pró Ler e Brincar na Praça.

Os alunos adolescentes, do projeto Pró-Comunidade, sob a coordenação da professora Fernanda Renner, listaram brincadeiras e organizaram as atividades que foram oferecidas na praça Moacyr Nicodemos, em Paraisópolis.

As brincadeiras foram pensadas com materiais simples e fáceis de serem transportados, como corda, bolinha de gude, amarelinha, campo minado, queimada israelense, e brincadeiras cantadas, guiadas pelo professor Paulo Gonçalves.

Mais de 60 crianças passaram pela praça e todos se divertiram muito.

Confira como foi esse dia!

 

Think Twice Brasil no Pró-Saber SP

By | Sem categoria | No Comments

O Pró-Saber SP recebeu a visita da dupla Gabi e Felipe, do Think Twice Brasil, que conversou com os adolescentes sobre a viagem por 40 países que eles realizaram, em busca de experiências de empatia.

A Gabi e o Felipe também visitaram os alunos da Escola Vera Cruz, parceira do Pró-Saber SP com o projeto Entrelaços, que une os adolescentes das duas instituições, em atividades sociais.

IMG_9117

Gabi e Felipe contam sobre a sua viagem por 40 países, aos alunos do Pró-Saber SP

– O que foi a experiência de empatia? Vocês continuaram a ideia depois de voltarem ao Brasil?
A Experiência de Empatia foi o primeiro projeto do Think Twice Brasil, que marcou a nossa transição de carreira para o setor social. A ideia era começar a mudança dentro de nós mesmos, percorrendo zonas remotas e de extrema vulnerabilidade e vivendo na pele os problemas que gostaríamos de resolver. Foi conhecendo organizações sociais e lideranças comunitárias que aprendemos muito sobre empreendedorismo e ativismo social e compartilhávamos esses experiências para que cada vez mais pessoas despertassem para buscar e honrar o seu papel no mundo. Desde o nosso retorno, em setembro de 2015, continuamos desenvolvendo novos projetos para o Think Twice Brasil, sempre com foco em dialogar sobre empatia, desigualdade social e de gênero, e nossa missão pessoal.

– Quais são os planos e projetos atuais do Think Twice Brasil?
Temos um programa que dialoga sobre empatia e função social, em que percorremos diferentes assuntos capazes de nos fazer refletir e sair da zona de conforto. Também criamos um programa chamado Mulheres pelo Mundo: Empoderamento Feminino e Transformação Social, em que discutimos a equidade de gênero a partir de histórias reais que conhecemos durante a Experiência de Empatia.

– Como vocês conheceram o Pró-Saber SP?
Eu, Gabi, tenho o privilégio de estudar com a Maria (fundadora e diretora do Pró-Saber SP) no Amani Institute e desde que ouvi sobre o Pró-Saber SP me encantei pela missão e me entusiasmei para conhecer e fazer parte de alguma forma.

IMG_9098

Bate-papo entre educadores, alunos do Pró-Saber SP e a dupla do Think Twice Brasil

– O que acharam da troca entre vocês, os alunos da Escola Vera Cruz e do Pró-Saber SP? Como vocês tem visto o engajamento social dos adolescentes hoje em dia?
Foi um dos encontramos mais especiais e motivadores que vivemos. Sentimos a verdade, a pureza e a lucidez dos jovens em cada comentário e nos olhares atentos e emocionados. Ficamos honrados em poder compartilhar com eles nossa caminhada e receber tanto conhecimento em troca. Vejo no Brasil um movimento crescente de engajamento político e social, em que os jovens estão se descobrindo como verdadeiros instrumentos de transformação. Espero que eles se engajem em impactar cada vez mais pessoas para se juntarem a nós nessa missão.

IMG-20160509-WA0005

Integração Think Twice Brasil, e alunos da Escola Vera Cruz e Pró-Saber SP

 

Quem tem medo do lobo mau?

By | Educação Integral, Sem categoria | No Comments

Untitled design (8)De Fevereiro a Abril desse ano, a atriz e contadora de histórias, Analu Lacombe, desenvolveu o projeto Quem tem medo do lobo mau? com as crianças do Pró-Saber SP, alunas da professora Cris Mendes e da professora Melissa, da EMEF Prof. Paulo Freire.

O resultado foi a criação e apresentação de uma história criada pelas crianças: Maria, Rafael e os Lobos, e uma história criada e contada por Analu. As crianças criaram toda a apresentação e fizeram um grande lobo, feito com a colagem de materiais diversos.

Confira o bate-papo que fizemos com a Analu Lacombe!

– Quais são os seus projetos atuais?

Estou com este projeto “Quem tem medo do Lobo mau” com incentivo do PROAC, edital de criação literária, para escrever uma história para crianças com esta personagem. A criação será feita a partir do material recolhido em encontros com 3 grupos de crianças de 3 instituições diferentes. Devo lançar o resultado na Flipinha em junho.
Vou estrear meu novo espetáculo em Agosto, desta vez para o público adulto A Cartomante, criado a partir do conto de mesmo nome de Machado de Assis.
Também lançarei um livro novo, que já está pronto, só falta ir para a gráfica. Uma nova parceria com Ivo Minkovicius, com quem já fiz o livro Pedalando, Pedalendo, Pedalindo.

Untitled design (3)

– Como foi o projeto desenvolvido com os educandos do Pró-Saber SP? Qual foi o motivo da escolha por lobos?

Escolhi o lobo por perceber que esta personagem é emblemática para as crianças . Eles temem e sentem atração por ele.Representa os medos, o lado sombrio, agressivo, devorador.
Achei que valia revisitar esta figura e encontrar outras maneiras de se relacionar com ela.

– Como você conheceu o Pró-Saber SP?

Conheço o Pró-Saber do Rio de Janeiro, onde minha mãe, psicopedagoga, fez vários projetos, inclusive a edição de um livro que fizemos juntas Acender um Fogo – O Jogo e o Teatro na Escola, que derivou numa exposição linda no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Assim conheci a Maria (fundadora do Pró-Saber SP). Quando ela começou o projeto em São Paulo acompanhei o processo e, sempre que possível, proponho parceria e os convido para meus espetáculos .

– Qual o papel da contação de histórias na formação das crianças?

Fundamental. As histórias propiciam o contato com um mundo simbólico riquíssimo que dá à criança suporte para lidar com o mundo real. Através das histórias podem elaborar seus medos, seus desejos e frustrações e viver experiências imaginárias que irão contribuir para se fortalecer para lidar com as experiências reais.
Além disso, propiciam o encontro das crianças com o livro e assim dar significado à árdua tarefa da alfabetização. O desejo pelas histórias cria o desejo pela leitura.

– Como o (a) professor (a) pode trabalhar a contação de histórias em sala de aula?

Esta é uma longa conversa. São infinitas as maneiras, mas o principal é proporcionar um ambiente agradável , prazeroso sem a preocupação em transmitir conteúdo e sim uma viagem imaginária divertida e empolgante.

– Quais recursos são interessantes para se utilizar durante a contação?

Podemos usar muitos recursos, mas nenhum é tão importante quanto a palavra, a história em si. Ela é a protagonista, nenhum objeto, música ou fantasia pode estar à frente da narrativa.

Untitled design (15)– Quais livros você recomendaria para que pais e professores desenvolvam a construção de histórias junto com as crianças?

Gramática da Fantasia, de Gianni Rodari. Um clássico que deve fazer parte da estante de pais e professores .
O meu livro Quanta História Numa História também traz o relato de algumas experiências que vivi criando histórias com crianças em hospitais e na AACD.

DONATE HERE

If preferred, collaborate by depositing in our bank account

Razão Social: Instituto Pró Saber - Sp CNPJ: 27.320.967/0001-07
Agência: 9337
Conta Corrente: 11661-1