Category Archives: Sem categoria

Gentileza Gera Gentileza!!

By | Sem categoria | No Comments

Na quinta-feira (13/09) os alunos do Espaço de Protagonismo Social foram acompanhados de sua professora Luana, até o centro de São Paulo para distribuir flores.

O projeto se chama “Gentileza Gera Gentileza” e foi iniciado pela Escola Lourenço Castanho. Os jovens do Pró-Saber SP e os alunos do fundamental 2 da escola, foram até o centro de São Paulo para realizar a distribuição de flores para as pessoas que andavam por lá.

Esta foi a segunda vez que os alunos dos Espaço de Protagonismo Social participaram, além deles conhecerem alguns pontos do Centro de São Paulo, eles também tiveram a oportunidade de conhecer pessoas, escutar histórias e pôr em prática uma boa ação cheia de empatia.

 

Estudante, bibliotecário e futuro enfermeiro, conheça a história de Matheus!

By | Sem categoria | No Comments

Matheus nasceu e cresceu em Paraisópolis, conheceu o Pró-Saber SP aos 15 anos de idade por meio do seu amigo Gabriel (ex-aluno do Pró-Saber SP), que o trouxe para assistir um filme com os adolescentes do programa Espaço de Protagonismo Social. Ele conta que, na época, teve muita vontade de fazer parte do Pró-Saber SP como aluno, mas, por causa de sua idade, não conseguiu entrar.

Depois de um tempo, Matheus entrou no “Pró” (apelido carinhoso que os alunos deram ao instituto) como voluntário, recebendo as pessoas na biblioteca e fazendo parte de um projeto chamado “Paracoleta”, que foi desenvolvido por ele, seus amigos Gabriel e Rafael e uma voluntária chamada Manoela; o projeto tinha como tema a sustentabilidade e produzia em suas oficinas lixeiras com pneus para serem espalhadas pela comunidade.

Atualmente, ele trabalha no Pró-Saber SP e faz curso técnico de enfermagem e diz que se desenvolveu muito desde o dia que passou a fazer parte da equipe.

“Eu não lia nada antes de entrar aqui, como eu tinha mais contato com livros, eu passei a ler mais, busco muito livro infantil; gosto mais do que livro de adulto.”

 

“O Pró- Saber SP mudou minha vida como pessoa e como profissional. ”

By | Sem categoria | No Comments

Luana, 27 anos

Luana entrou no Pró-saber SP em fevereiro de 2013 como auxiliar de professora na turma do integrando saberes, à parte, ela tinha outro trabalho, mas passava seus dias livres com a gente.

Depois de um tempo, Luana passou a trabalhar com os adolescentes por ter um engajamento maior com eles e hoje, ela está completando três anos de trabalho com o programa de protagonismo social que atende adolescentes de 15 a 18 anos.

 “Eu gosto da autonomia que a gente tem, de poder criar e trabalhar o que a gente quer. Poder parar para refletir, olhar para o grupo e pensar o que eles precisam e o que eu posso fazer para ajudar, sem ter uma pessoa falando o que eu tenho que fazer é sensacional. (…) Eu era muito novinha quando entrei aqui, tinha vinte e poucos anos, agora percebo o quanto eu cresci, eles pontuam o que preciso mudar, o que está bom, como está meu desenvolvimento e mostrando como posso melhorar, o Pró –  Saber SP vai me moldando”

Luana diz que mudou muito depois que entrou no Pró Saber SP, porém, só notou a mudança quando passou a dar aula em outra escola. Ela passou a se ver como uma professora “normal” por não ter tanta liberdade para ensinar como ela queria. “Antes eu não valorizava a minha prática em sala de aula, quando eu vim para o Pró-Saber SP, eu comecei a ver o meu potencial. ”

 

“O Pró- Saber SP mudou minha vida como pessoa e como profissional. ”

Uma mulher com grandes sonhos: conheça a trajetória de Betânia

By | Notícias, Sem categoria | No Comments

Hoje na sexta de história, iremos conhecer a Bethânia, secretária do Pró-Saber.

Betânia cresceu no Paraisópolis e conheceu o Pró-Saber SP em 2010, como mãe do Gabriel que foi um dos alunos do pró até o respectivo ano.

Ela conta que seu filho entrou sem saber ler nem escrever e tinha o comportamento um pouco tímido e distante.

“Gabriel não sabia ler, eu fiquei três anos desempregada e ele ficava comigo, ele entrou no pró ‘cru’ porque não frequentava a escola e só sabia o que eu ensinava para ele. Aqui no Pro-Saber  SP, ele aprendeu a ouvir e a ter mais paciência. (…) Ele saiu daqui lendo e escrevendo, tanto que as escolas queriam que ele pulasse de série mas ele não podia por conta da idade. ”

Betânia começou a fazer parte da equipe do Pró-Saber SP há 7 anos e, atualmente exerce na área de atendimento como secretária.

“Entrei sem muitos conhecimentos, fui aprendendo aos poucos com uma ajuda aqui, uma ajuda lá. Aqui no Pró-Saber SP tem uma equipe maravilhosa, na qual eu sempre posso contar com eles pois eles estão sempre dispostos a ajudar e a ensinar. Então eu não tive dificuldade nenhuma para aprender e exercer meu trabalho”.

“Pretendo que esses dias sejam cada vez maior porque eu gosto muito de trabalhar aqui. ”

Betânia Lopes

Resultados de 2017

By | Sem categoria | No Comments

Com muita alegria fechamos 2017 com esses números fantásticos! Começamos o ano de 2018 com muito entusiasmo e preparo, para que mais crianças possam ler e brincar! Agradecemos a todos que apoiam na viabilização dos programas.

Feliz 2018!

11 livros infantis que fazem sucesso no Pró-Saber SP!

By | Sem categoria | No Comments

Semanalmente, publicamos em nossas redes sociais as indicações literárias realizadas pelas crianças que participam dos programas do Pró-Saber SP.

Hoje resolvemos reunir todas as indicações realizadas até agora! Que tal presentear uma crianças com um livro nesse Dia das Crianças. Aqui temos ótimas recomendações!

1 – A bruxa Salomé, indicação de Isabella 10 anos

2 – A Carta Roubada, indicação de Kawã, 13 anos.

3 – Os lobos dentro das paredes, indicação de Allerrandro, 7 anos

 

 

4- O caso do bolinho, indicação de Cecília, 7 anos

 

5 – As Bruxas, indicação de Marciel, 13 anos

6 – Chapeuzinho Vermelho: uma aventura Borbulhante, indicação de Estefani, 6 anos

7 – Menina Bonita do Laço de Fita, indicação de Giovanna, 9 anos

 

8 – Muli, indicação de Bryan, 6 anos

9 – Marilu, indicação de Geovana, 9 anos

10 – O Saci, indicação de Jefferson, 7 anos.

11- Cosita Linda, indicado pela Rayssa, 8 anos.

Pró-Saber SP realizará a IV Festa dos 100 Livros

By | Sem categoria | No Comments

A turma de 22 alunos do programa Integrando Saberes celebrará amanhã a Festa dos 100 Livros.

A comemoração é realizada anualmente em todas as turmas do Pró-Saber SP, quando atingem a marca de 100 livros lidos no ano.

Diariamente, os educadores realizam leitura em voz alta de livros diferentes. Todas as obras são anotadas em um mural.

A festa é planejada e organizada pelos próprios alunos, que decidem o que apresentarão, fazem os convites, sugerem o cardápio e a decoração! As famílias são convidadas a festejarem junto.

Dia da leitura do 100º livro

Esse ano, as crianças apresentarão uma peça de teatro baseada em uma história em que eles mesmo criaram “Os 5 Gigantes e o Tigre”.

A festa contará com a presença da atriz e contadora de histórias, Analu Lacombe.

Preparação dos convites da festa

Música para conhecer e ganhar o mundo: a história do Paulo

By | Sem categoria | No Comments

“Eu vou contar essa história ela é pura e real
E até hoje no mundo não existiu outra igual”

O menino da tábua, Pardinho e Pardal

Essa é uma história que vem de outras gerações.

Paulo Gonçalves, o mais velho dos 3 filhos de dona Sandra, nasceu em Carapicuíba. O pequeno Paulo não sabia ainda o que queria ser quando crescer, mas já tinha um incentivo familiar: seu avô voava com a música, ele era o Pardal, da dupla Pardinho e Pardal, tradicional dupla de moda de viola da década de 70.

Na escola, Paulo estava sempre esteve entre os melhores alunos da sala. “Tenho até diploma de melhor aluno”, menciona com orgulho. “Ficava bem próximo dos professores e não desistia até aprender”.

Juntamente com a escola, Paulo também frequentava as aulas na OCA, um espaço repleto de cultura na Aldeia de Carapicuíba. Fez aulas de música, artes, dança. A professora Vera, hoje a sua parceira de trabalho, sempre dava a maior força. Por isso, aos 15 anos, foi incentivado a procurar pelo Conservatório Souza Lima, em São Paulo. Sua determinação o fez conquistar uma bolsa. Sem que ele planejasse muito, sua trajetória profissional estava sendo traçada.

Dizem que sorte é, na verdade, a junção da preparação com a oportunidade. E, nesse sentido, em um lance de sorte, foi convidado a tocar na França em uma turnê musical aos 17 anos. “No começo nem acreditei. Foi uma experiência fantástica”, relembra.

Após terminar o Ensino Médio, não sabia ao certo qual seria seu próximo passo. Fazer faculdade? Qual? Apesar do talento, ainda não sabia qual graduação seguir. Foi trabalhando e exercitando os seus dons e habilidades, até decidir-se por fazer um cursinho. Novamente, sua determinação o fez conseguir uma bolsa e fez dois anos do cursinho ofertado pelo departamento de Psicologia, na USP.

Agora a trajetória era clara: passou na graduação em Música. Novamente repetiu os feitos na escola, foi um dos melhores alunos da sala. E o primeiro da família a conquistar o diploma em um curso superior na área musical.

Dona Sandra, sua mãe, foi inspirada pelo filho e decidiu que iria voltar a estudar. Completou o curso de Pedagogia e hoje é professora.

Com um currículo extenso, hoje, Paulo é professor no Centro de Estudos Casa Redonda e na Oca, onde deu seus primeiros passos na música. Também é professor, desde 2010, no Pró-Saber SP. “O Pró-Saber SP foi o meu laboratório na área de Educação. Tudo o que eu aprendia na faculdade, eu ia aplicando no grupo de alunos, já que todos estavam iniciando a aprendizagem musical ali. Pude fazer experimentos, testar metodologias e aprender a ser professor”.

A música, para ele, é fundamental para que os alunos possam conhecer diferentes culturas e ampliarem a sua noção de mundo: “A maioria dos alunos no Pró-Saber SP tem raízes no Nordeste, mas muitos têm o primeiro contato com as músicas tradicionais aqui”.

Conhecer o mundo e conhecer-se: a música nos faz ter acesso à nossa própria história.

A alegria em fazer novos amigos: a história da Bia

By | Sem categoria | No Comments

“Beatriz topa tudo, se este pudesse ser seu sobrenome, se encaixaria muito bem. Mesmo com vergonha, se apresentou diversas vezes na biblioteca, falou no Chá Literário e há pouco tempo fez uma peça, encenando um livro e fazendo todos rirem de alegria. E sempre quer mais. Empoderada, Bia é muito gente boa e pelo jeito vai querer sempre ajudar as pessoas da sua maneira.” Depoimento do estagiário Camilo, sobre a Bia.

A Beatriz tem 9 anos e está na 4ª série.

Ela frequenta o programa Pró Ler e Brincar à tarde e conta que adora vir para encontrar os amigos.

“Antigamente, depois da escola, eu ficava em casa brincando com a minha melhor amiga, mas ela se mudou”.

Ficou sabendo que no Pró-Saber SP tinha uma biblioteca muito legal e pediu para mãe matriculá-la no programa.

As suas brincadeiras preferidas são casinha, esconde-esconde e jogos na quadra. Também gosta de levar os livros para casa, para ler para o priminho de 6 anos.

Ela contou que o dia mais feliz aqui foi quando conheceu a sua primeira amiga, a Jaqueline, “Nós brincamos muito esse dia!”.

Quando perguntamos sobre o que ela gostaria que o Pró Ler e Brincar tivesse, ela respondeu “Queria que tivesse mais crianças!”.

De Pernambuco para o mundo: a história do Gabriel

By | Notícias, Sem categoria | No Comments

Hoje o Sexta de Histórias irá contar um pouco da história do Gabriel, 18 anos.

O Gabriel frequenta o Pró-Saber SP desde 2010. E esse ano recebeu uma grande notícia: conseguiu uma bolsa para estudar inglês na Austrália!

Sua história começa lá no interior de Pernambuco. Gabriel nasceu em Olinda. Quando pequeno, era um pouco bagunceiro e não gostava de ir para escola. Sofreu, como muitas crianças, bullying e apanhava de outros meninos. Além disso, tinha muita dificuldade de entender a matéria. “Eu fingia que sabia ler, mas não sabia”, confessa.

Aos 10 anos, a família veio para São Paulo e desde então mora em Paraisópolis. A mãe e o padrasto vieram ao receber uma oportunidade de emprego.

A escola começou a ficar mais legal e as letras começaram a ganhar outro significado “A professora era muito boa. Toda semana ela escolhia um aluno para ler jornal para a classe. Também comecei a aprender a fazer contas”.

No começo da adolescência recebeu um convite para uma vaga no Pró-Saber SP, no programa que atualmente se chama Espaço de Protagonismo Social, “Fui muito bem recebido no Pró-Saber-SP. No começo não estava muito animado, pois achei que seria mais uma obrigação, como a escola era. Mas todos me receberam com muito carinho, vi que era diferente”.

Até a sua relação com a escola se transformou, “Depois que entrei no Pró minha visão da escola mudou. Eu passei a me aplicar mais, ir atrás do estudo. Eu não percebia que eu tinha dificuldades. Aqui eu tive consciência de como poderia melhorar e evoluí muito”. Gabriel disse que passou a ter senso de liderança e aprendeu a desenvolver seus pontos fortes nas aulas de teatro.

Há dois anos, Gabriel ficou sabendo de um curso gratuito de inglês da organização social Cidadão Pró-Mundo. “Inglês era algo distante para mim. Os cursos são muito caros e na escola o ensino é fraco. Queria aprender a língua por causa do ENEM, mas sempre soube que também seria algo fundamental para a vida”. Ele e outros amigos do Pró-Saber SP passaram a frequentar as aulas aos sábados e evoluíram bastante!

A notícia sobre a bolsa para estudar na Austrália veio esse ano. Uma agência de intercâmbio estava a procura de alguém com o seu perfil e entrou em contato com o Pró-Saber SP. E como foi receber a notícia? “Fiquei assustado, mas aceitei na hora. Eu não poderia deixar passar essa oportunidade!”.

Logo Gabriel irá embarcar e pretende aproveitar ao máximo para desenvolver o seu inglês. Os planos para o futuro? “Penso, às vezes, em trabalhar na política, por causa da situação atual do país. Quero fazer algo diferente, mostrar que política é uma coisa boa”.

“Levarei o Pró-Saber SP para a minha vida. Quando for mais velho quero poder conectar pessoas com os projetos daqui, ainda não sei como, mas vou arrumar um jeito. Quero que o Pró-Saber SP continue evoluindo e buscando sempre melhorar. Vejo que aqui há um grande esforço para que todas as crianças saibam ler e escrever. Há uma grande atenção para isso.  Quando eu era pequeno as pessoas viam que eu tinha dificuldade, mas não fizeram nada. Aqui nenhuma criança é deixada para trás”.

Boa viagem, Gabriel!

De filha para pai: a história da Livia

By | Sem categoria | No Comments

Lívia tem 6 anos, é a caçula de 3 irmãs, que também frequentam o Pró-Saber SP: a irmã mais velha, Cristiane, é voluntária e a irmã do meio, Rhillary, participa do programa Pró Ler e Brincar. Ela é uma apaixonada por livros.
Quando entrou no Pró-Saber SP, Livia pegava emprestado os livros na biblioteca, e contava histórias enquanto olhava as ilustrações. Neste ano, Livia iniciou sua participação no programa Integrando Saberes. Em junho, estava radiante comunicando a todos “Estou lendo!” e leu páginas e páginas do livro Você troca?, da Eva Furnari.

” No comecinho do ano Livia não sabia distinguir as letras. Um dia, logo depois que começou a participar aqui no Pró, ela chegou e falou: “mãe eu sei ler nem que seja um pouquinho” e começou a ler e a escrever várias palavras. Nossa, como fiquei surpresa! Sei que essa conquista foi com a ajuda do Pró-Saber. Ela dorme e acorda com os livros na mão, ama ir na biblioteca, sua paixão. Ela viaja com os livros. Meu sonho é ver nossa filha formada, lendo bastante, alcançando seus sonhos e que ela desperte também em outras crianças essa vontade de ler”, Elisangela, mãe da Livia.

José, o pai, passou a ler mais depois do contato da filha com os livros: “O Pró Saber SP contribui na aproximação da minha filha a mim e aos livros. Não sou muito de ler, mas através dela e dos livros que tem levado para casa, ela despertou em mim a vontade de ler também!”

Apaixonada por educar: conheça a trajetória da Professora Luana

By | Educação Integral, Sem categoria | No Comments

“Tenho vários sonhos em relação a Educação”

A mais velha dos quatro filhos de Jorge e Glória, Luana, 26 anos, é educadora no Pró Saber SP desde 2013.

Nasceu e foi criada na comunidade de Paraisópolis. Quando pequena, devido a falta de vagas na educação infantil, ficava em uma escolinha, onde é hoje a atual União de Moradores.

Parte do Ensino Fundamental, cursou na Escola Prof. Paulo Freire, numa época em que a escola era toda feita de lata – política emergencial adotada pelo governo municipal no final dos anos 90. “Eu lembro que as salas de aula eram muito quentes!”, recorda Luana.

A partir da 5ª série, mudou de escola e tem boas recordações de quando era estudante. Apesar de sua mãe não ter conseguido ir para a escola quando criança e o pai ter concluído os estudos até o ensino fundamental, a educação dos filhos sempre foi acompanhada bem de perto pelos dois. “Fiquei muitas vezes de castigo até aprender a tabuada”, diz Luana rindo e conclui “de certa forma, isso foi um dos fatores que me incentivaram a me tornar professora, pois eu queria fazer com que a educação fosse menos “dolorosa” para as crianças”.

Paralelamente a escola, Luana frequentava a organização social Casa da Amizade, fundada por Mônica Mation.

“A Casa da Amizade teve um papel fundamental na minha vida, pois eu ia nas oficinas todos os finais de semana. De aluna, virei voluntária e hoje leciono em um curso de orientação a gestantes”. Luana não tem filhos, mas sempre acompanhou atenta as aulas para gestantes. Era tão dedicada que, quando a médica responsável pelas aulas precisou se ausentar, passou a dar aulas em seu lugar. “Hoje sou voluntária na Casa da Amizade, pois é uma forma de retribuir tudo o que aprendi e ficar próxima da comunidade”.

O primeiro emprego, aos 15 anos, foi em uma escola. Eram vários os sinais de que Luana seguiria a carreira na Educação. O último “empurrãozinho” foi dado por Mônica, que a incentivou a prestar o vestibular para o curso de Pedagogia.

No começo, não foi fácil, pois Luana teve de enfrentar o descompasso entre a teoria e a prática em sala de aula “Ninguém entra na faculdade querendo ser um professor ruim, temos milhares de sonhos. Mas foi difícil me deparar com a situação da escola pública, dessa vez como profissional na área. Depois que entrei no Pró-Saber SP descobri que seria possível, sim, desenvolver o que aprendi na faculdade. A coordenação teve um papel muito importante no sentido de me orientar e me permitir aprender errando”.

Atualmente, Luana é educadora no programa Espaço de Protagonismo Social, onde esta à frente de um grupo de adolescentes “Adoro trabalhar com os adolescentes, pois eles são bastante animados. Gosto de ouví-los e de entendê-los. Para trabalhar com adolescentes precisamos saber argumentar, ouvir e estarmos dispostos a aprender diariamente”.

E os planos para o futuro? “Quero publicar em revistas na área de Educação e me tornar coordenadora pedagógica. Quando entrei no Pró-Saber SP percebi o quando uma boa coordenação pedagógica faz a diferença no trabalho que os professores realizam”.

Primeira sexta de histórias

By | Sem categoria | No Comments

A história de hoje é da Julia. Ela é de Minas Gerais, já viajou bastante pelo mundo e veio aterrissar em São Paulo para fazer o curso de gestão em inovação social do Amani Institute. Passou um semestre como aprendiz no Pró-Saber SP e conta, neste texto, como foi a sua experiência.

Nos último 4 meses eu tive a oportunidade, privilégio e sorte de passar a maioria dos meus dias dentro do Pró-Saber SP aprendendo e me inspirando pelos projetos realizados aqui dentro. Um mistura inicial entre ansiedade e animação tomaram conta dos dias que antecederam o início deste ciclo. Muito além de ser motivada pela oportunidade de trabalhar dentro de Paraisópolis, Maria foi a grande inspiradora para eu embarcar nesta aventura. Durante nossa primeira conversa por Skype sua energia, propósito e alegria me cativaram e deram a certeza que eu estava escolhendo uma experiência única.

Eu não quero falar propriamente da minha experiência, mas sim destacar a Paraisópolis que eu conheci através do Pró-Saber. A Paraisópolis da Maria, da Marcia, da Cris (todas), da Fe, da Nat, da Ge, da Lia, da Ro, da Be, da Lu, da Ka, do Luiz, Gabriel e Mateus, das crianças e e de todos os adolescentes que aqui vem todos os dias com sorrisos para distribuir e energia para aprender. Uma Paraisópolis cheia de amor, sonhos, risadas e oportunidades. A Paraisópolis do Pró-Saber SP.

A primeira impressão do Pró-Saber SP é tímida, acredito que a maioria das pessoas que passa por aqui e vê de fora apenas uma portinha azul, não imagina tudo que é realizado dentro, mas basta entrar, para conhecer um mundo mágico, inspirador e alucinante criado pela Maria e por todos que trabalham aqui. Você se sente abraçada no minuto que atravessa esta porta, e no meio de brincadeiras, leituras, risadas, gritaria e fantasia, você entende que está diante de um projeto verdadeiramente especial.

Acho que sempre que pensamos em Favelas, imaginamos violência, tráfico, desigualdade, falta de oportunidades. Sentimentos negativos sempre são os primeiros trazidos a tona. E apesar de não ter chegado com esses pensamentos, a cara de espanto da maioria das pessoas que descobriam que eu agora trabalhava aqui demonstravam esses pensamentos através de perguntas como “Nossa, mas você não sente medo? Não é perigoso?. Minha resposta nunca mudou. Nunca existiu medo. E talvez esteja aí minha grande lição. Precisamos quebrar as barreiras invisíveis que estamos sempre colocando em nossas vidas. É ai que a desigualdade começa e aumenta o preconceito enraizado em nossa cultura e pré-concepção. Paraisópolis como qualquer lugar possui seus desafios e dificuldades, mas possui pessoas inspiradoras, dedicadas, atenciosas e motivadas a fazer diferente e a impactar positivamente a vida de pessoas.

Aqui não se ensina apenas a leitura. Empatia, respeito e diversidade são cultivados diariamente, e juntos aprendemos com as crianças, adolescentes e sempre com os livros.

Tomada por um sentimento de gratidão, eu só tenho a agradecer por ter conhecido a Paraisópolis que muitos desconhecem e que hoje eu te convido a conhecer. Você irá se surpreender.

Muito obrigada Pró-Saber SP.

Pró-Saber SP lança Manifesto Pró Ler e Brincar

By | Sem categoria | No Comments

 

No dia 18/05, Dia Mundial do Aprender Brincando, o Pró-Saber SP lança o Manifesto Pró Ler e Brincar, sobre a garantia de direitos das crianças.

Nós somos movidos pela certeza de que a leitura e a brincadeira tornam os seres humanos mais felizes.

Acreditamos que histórias lidas diariamente fazem com que as crianças elaborem o mundo em que vivem.

Temos a convicção de que isso encharca a infância de palavras, poesias, viagens, encontros, espantos, alegrias e muitas possibilidades!

O mundo se torna um lugar mais um humano quando todas as crianças têm a oportunidade de brincar livremente e de forma segura.

Traduzimos isso em nosso fazer, possibilitando que as crianças sejam construtoras de cidades, castelos de areia, cozinheiros de comidas deliciosas, brincando generosamente uns com os outros.

Acreditamos que entre leituras e brincadeiras, as crianças desenvolvem a escuta ativa, o brincar junto, a compreensão do mundo  e, sobretudo, compartilham a alegria do bem viver.

Muito, muito obrigado!

By | Sem categoria | No Comments

Entre Novembro e Dezembro de 2016 realizamos uma campanha de crowdfunding para arrecadação de recursos para o projeto Pró Ler e Brincar.

O Pró Ler e Brincar é o nosso projeto caçula, fará um ano em Março/2017.

Desde o seu início, o Pró Ler e Brincar já atendeu, gratuitamente, mais de 120 crianças, de 3 a 12 anos, em Paraisópolis, segunda maior comunidade de São Paulo.

Todos os dias as crianças podem usufruir de um espaço lúdico, repleto de brincadeiras e histórias!

96 benfeitores contribuíram para que a meta fosse atingida e superada!

Já estamos enviando todas as recompensas aos apoiadores. Uma das recompensas era o agradecimento em nosso site.

Gostaríamos de dizer um muito, MUITO OBRIGADO a vocês:

Regina Izzo Fusco

Ana Paula Gonçalves

Monica Ferrari

Flora Affonseca Momberg de Oliveira

Natalie Valili

Samantha Simon

Camila Barbieri

Humberto Pierri

Maria Beatriz Borges Di Giacomo

Erika Fernanda Batista da Cruz

Bruna Tasca Twiaschor

Fernanda Renner

Silvana Nardini Bock

Miriam Leila Pessôa

Nathalia Augusta Gonçalves

obrigado-pessoal

 

Pró-Saber SP recebe escritores em semana de comemoração dos 100 livros lidos

By | Sem categoria | No Comments
Contação de histórias com Analu Lacombe

Contação de histórias com Analu Lacombe

Tudo começou com uma festa para celebrar a marca de 100 livros lidos pelas crianças durante o ano e se tornou em uma fantástica semana literária!

Com a presença das famílias e amigos, a “Festa dos 100 livros lidos” foi festejada em sua 3ª edição esse ano. As crianças puderam falar sobre os seus livros preferidos e também apresentaram e autografaram o livro de criação coletiva: “Maria, Rafael e os Lobos”, que você pode ler, na íntegra, clicando na imagem abaixo:

Livro escrito e ilustrado por alunos do Pró-Saber SP

Livro escrito e ilustrado por alunos do Pró-Saber SP

O livro foi escrito durante um longo processo, no qual as crianças puderam criar a história e fizeram as próprias ilustrações. A atriz e contadora de histórias, Analu Lacombe, participou desse processo de criação no primeiro semestre e veio celebrar conosco o lançamento do livro.

Mas não parou por aí!

Recebemos ao longo da semana o também escritor José Luiz Tejon, que compartilhou com os adolescentes a sua história de vida e de superação e trouxe os ensinamentos do seu recém-lançado “Guerreiros não nascem prontos”. Fora presentear os alunos do Pró-Saber SP com livros, Tejon também nos presenteou com um lindo texto, publicado no portal EXAME, sobre as impressões do trabalho aqui realizado.

José Luiz Tejon e os alunos do Pró-Saber SP

José Luiz Tejon com equipe e alunos do Pró-Saber SP

Também contamos com a presença da escritora e ilustradora Patricia Auerbach, que contou histórias para os pequenos e fez um bate-papo com os adolescentes sobre o tema Leituras de mundo. A importância do Letramento Visual. Segundo Patricia, “Vivemos rodeados por imagens. Referências visuais estão por toda parte nas notícias da imprensa, na tela dos smartphones, no semblante das pessoas a nossa volta e na maneira como nos comunicamos uns com os outros. Mesmo assim, para a maioria dos jovens a reflexão sobre o universo gráfico é restrita às aulas de artes visuais. Mas será que 50 minutos semanais são suficientes para alguém aprender a pensar visualmente? Nosso mundo é visual e se quisermos de fato ler o que está a nossa volta precisamos urgentemente repensar o papel da imagem na nossa rotina”.

Patricia Auerbach fala sobre a importância do letramento visual

Patricia Auerbach fala sobre a importância do letramento visual

No sábado, as crianças divertiram-se muito com a presença de Blandina e Lollo, autora e ilustrador, de livros como O Coiso Estranho, Ernesto, Quem soltou o pum?, entre outros. Eles trouxeram a magia e o encantamento em uma oficina de desenhos com areia!

Ainda iremos recebetr Roberta Asse, Tati Filinto e Selma Maria. Continuem acompanhando!

Oficina de ilustração em areia com Blandina e Lollo

Oficina de ilustração em areia com Blandina e Lollo

 

Um Recreio diferente!

By | Sem categoria | No Comments

O Pró-Brincar no Recreio é uma parceria que existe entre o Pró-Saber SP e a EMEF Prof. Paulo Freire, e tem como objetivo levar brincadeiras e diversão ao intervalo da escola por meio da mediação dos próprios alunos.

Em 2012 recebemos um pedido de ajuda da escola: “Precisamos melhorar o intervalo dos alunos dos 1º e 2º anos”. Havia muitas brigas, guerra de comida, bullying e falta de atividades que mobilizassem os estudantes.

Investimos na formação de um grupo de monitores para atuar no recreio e mudar essa realidade. Chamamos os adolescentes que faziam atividades no Pró-Saber SP e os convidamos para esse projeto inovador e pioneiro na comunidade: (re) aprender as brincadeiras preferidas das crianças para brincar com elas no intervalo escolar. Fomos pular corda, amarelinha, brincar com bambolê e bater bafo. Aprendemos algumas brincadeiras como tubarão, corrida pô, campo minado e queimada israelense.

Formação em atividades lúdicas, no Pró-Saber SP

Formação em atividades lúdicas, no Pró-Saber SP, em 2012: preparação antes de fazer a intervenção na escola

Ao mesmo tempo em que transformamos o recreio da escola reduzindo os casos de conflitos e machucados, demos a oportunidade aos adolescentes de serem protagonistas da ação. Possibilitamos que eles fossem co-responsáveis pelo planejamento, execução e avaliação do trabalho. Os apoiamos para que desenvolvessem a responsabilidade, a empatia e o espírito do trabalho em grupo.

As crianças ficaram mais felizes na escola, as brigas e xingamentos diminuíram, e os monitores se descobriram capazes de realizar uma mudança significativa na comunidade em que viviam.

2012: Monitores durante o recreio

2012: Monitores durante o recreio

Foi um trabalho duplamente lindo e eficiente. Em 2014 o projeto foi premiado pelo Clube Pinheiros, com o Prêmio Semedor do Bem.

Três anos se passaram, e agora recebemos um novo pedido de ajuda da mesma escola: AS CRIANÇAS ESTÃO BRIGANDO MUITO E NÃO TÊM COM O QUE BRINCAR.

Lá fomos nós mais uma vez investir na formação de um grupo capaz de tocar o Pró-Brincar no Recreio. Essa formação foi novamente realizada pelos educadores do Pró-Saber SP. Muitos alunos dos 5º e 6º anos apareceram com o interesse em ajudar a própria escola.

Relembrando as nossas ações do passado para replanejar o projeto de 2016, descobrimos algo maravilhoso e que nos encheu de orgulho e alegria: os alunos empenhados em participar como monitores hoje foram os “beneficiados” pelo projeto em 2012.

Início de 2016, o novo grupo começou a se formar

Início de 2016, o novo grupo começou a se formar

Descobrimos que quem usufruiu das brincadeiras quando tinha 7 e 8 anos, agora tem 11 e 12, e quer ajudar os outros alunos menores.

Descobrimos que ao ajudar a escola e os alunos, plantamos sementes de esperança, e hoje estamos colhendo os frutos do nosso trabalho: quem foi ajudado quer ajudar e devolver um pouco daquilo que recebeu.

As sementes de empatia, escuta e acolhimento estão crescendo e nos mostrando que sim, nós somos a mudança que queremos ver no mundo.

As educadoras Fernanda e Luana com a turma crescendo!

As educadoras Fernanda e Luana com a turma crescendo!

Nos próximos posts contaremos sobre o desenrolar do projeto. Acompanhem!

Rafael vai para a faculdade!

By | Sem categoria | No Comments

Hoje iremos contar um pouquinho da história do Rafael, aluno e estagiário aqui do Pró-Saber SP.

O Rafa entrou no Pró-Saber SP não como aluno, mas como voluntário. Aos 12 anos já queria ajudar.

Sua mãe, Daniela, trabalhava no Pró-Saber SP como ajudante de cozinha e o Rafa não queria ficar em casa sem fazer nada depois da escola, então começou a ajudar na Biblioteca, cuidando dos livros.

Em pouco tempo, tornou-se aluno no programa Espaço de Protagonismo Social, participando de todas as aulas e atividades. Aprendeu a tocar diversos instrumentos musicais nas oficinas de percussão e fez parte da primeira turma do Projeto Recreio, que desenvolve  os adolescentes para serem atuantes nos recreios em escolas, criando brincadeiras e mediando conflitos.

Em 2015, tornou-se estagiário auxiliando as professoras dentro e fora da sala.

10245331_297895087033190_6537273987639425034_n

No meio do ano passado, o Rafa fez um intercâmbio pelo CISV, com a ajuda de um apoiador que notou sua garra e vontade de aprender, e passou um mês na Espanha junto com outros jovens.

 

rafa amigos

Outras oportunidades também surgiram, como o convite para participar do Lab de Transformação, o primeiro acampamento de empreendedorismo social do Brasil, desenvolvido pela Mara Mourão, diretora do documentário Quem se Importa.

No final do ano passado, junto com a voluntária Manoela Moreira, seu irmão Gabriel e o amigo Matheus, criou o projeto ParaColeta, uma oficina para ensinar os jovens sobre a importância da coleta seletiva e da reciclagem, e também a criarem as suas próprias lixeiras divertidas, utilizando pneus usados.

11987076_903075486445824_7062754204043652247_n

No início de 2016, o Rafa decidiu se matricular em um cursinho popular para ir atrás do seu sonho de cursar uma universidade. Muitas dúvidas surgiram no caminho, como por exemplo, qual curso fazer? Inspirado por sua trajetória, decidiu prestar vestibular para Pedagogia e há pouco tempo veio a notícia boa: o Rafa agora é universitário!

Pedimos para que o Rafa deixasse algumas palavras para os jovens que, como ele, também querem trilhar um caminho de oportunidades:

  1. Procure apoio: “Acredito que sem o Pró-Saber SP teria sido tudo mais difícil. Sempre tive apoio aqui e encontrei pessoas dispostas a me orientar e me apoiar”.
  2. “Sempre procure fazer o seu melhor, para você e para os outros, que a ajuda vem. Gosto muito do conceito UBUNTU, que vem da filosofia africana: Eu sou, porque NÓS somos.”

O Rafa disse que agora pretende se dedicar a faculdade, viajar com o CISV, manter os laços com o Pró-Saber SP e, no futuro, voltar como professor:

“O Pró-Saber SP me ensinou a ter respeito, olhar para o outro com um olhar mais afetivo. Quero ensinar o que aprendi aqui”.

Parabéns, Rafa! Estamos todos muito orgulhosos da sua nova etapa!

 

As histórias do vídeo Da Porta Para Dentro

By | Banda Tocando a Real, Educação Integral, Notícias, Sem categoria | No Comments
Os convidados do vídeo Da Porta Para Dentro

Os convidados e participantes do vídeo Da Porta Para Dentro, Antônio, Márcia, Maria Lúcia e Cristiane

Lançamos no dia 29 de junho o vídeo Da Porta Para Dentro, que conta um pouco das histórias de vida que entrelaçaram-se aqui, no Pró-Saber SP.

O Pró-Saber SP nasceu em 2003, fruto do sonho da Maria Cecília, em promover oportunidades iguais, na área da Educação, para as crianças de Paraisópolis, e esse virou um sonho coletivo.

D. Maria Lúcia, a primeira personagem do vídeo, é mãe de três filhos, entre eles, a Greicy, aluna do Pró-Saber SP há 6 anos.

A Greicy tem 15 anos, e no Pró-Saber SP ela faz parte do programa Espaço de Protagonismo Social. Esse ano, passou no exame para ingressar no Ensino Médio na ALEF Paraisópolis, uma escola particular, dentro da comunidade. Assim, como o Antônio, jovem cheio de entusiasmo, que conquista a todos com a sua simpatia.

Antônio fazendo uma das coisas que mais gosta: tocando na banda Tocando a real

Antônio fazendo uma das coisas de que mais gosta: tocando na banda Tocando a Real

 

Graicy, filha de Maria Lúcia, soltando a voz na banda Tocando a Real

Greicy, filha de Maria Lúcia, soltando a voz na banda Tocando a Real

Da Porta Para Dentro também traz duas funcionárias do Pró-Saber SP, Márcia Félix e Cristiane Mendes. A Márcia está no Pró-Saber SP há 10 anos. Maria conheceu a Márcia em uma de suas andanças pela comunidade. Márcia tinha uma escolinha no quinta de casa, já foi educadora e hoje trabalha como mediadora comunitária, participando de todas as reuniões e visitas domiciliares que realizamos. Também coordena o nosso famoso Bazar da Pechincha, uma importante fonte de renda para a manutenção dos projetos.

Márcia com sua alegria e disposição na Festa Junina do Programa Pró Ler e Brincar

Márcia com sua alegria e disposição na Festa Junina do Programa Pró Ler e Brincar

 

Professora Cris Mendes, a contadora de histórias e atriz Analu Lacombe, com sua turma

Professora Cris Mendes, com a contadora de histórias e atriz Analu Lacombe e a professora Melissa, e a turminha 2016

Cristiane Mendes, carinhosamente conhecida como Cris, formou-se em Pedagogia, após mudar-se de Pernambuco para São Paulo.

Se você ainda não assistiu ao vídeo Da Porta Para Dentro, é só dar o play!

O vídeo Da Porta Para Dentro foi dirigido por Renata Sauda, com apoio do Instituto CSHG.

Uma biblioteca infantil no sertão da Paraíba!

By | Sem categoria | No Comments

No início desse mês o Pró-Saber SP embarcou rumo à uma missão muito especial!

A convite do Grupo Mulheres do Brasil, liderado por Luiza Helena Trajano, o Pró-Saber SP idealizou e montou uma biblioteca infantil no sertão da Paraíba, em Aparecida.

Foram 3 dias de muita mão-na-massa e apoio dos moradores, como o Marquinhos, que orientou a pintura das paredes.

Mão-na-massa!

Mão-na-massa!

A Biblioteca foi inaugurada com todo o grupo e as crianças já se apropriaram do espaço!

Os estagiários do Pró-Saber SP, Matheus e Gabriel, mencionaram 5 dicas muito importantes para que uma biblioteca seja bastante frequentada. E de biblioteca eles entendem!

1 – A Biblioteca não precisa ser luxuosa, mas precisa ser aconchegante e bonita. Paredes pintadas, almofadas coloridas e um tapete bem gostoso para sentar no chão. É importante que o local esteja sempre limpo. Livro empoeirado causa muito espirro!

2 – A Biblioteca precisa estar organizada, para que os livros sejam encontrados facilmente.

3 – Os funcionários precisam conhecer o acervo, para indicar livros  e conseguir encontrá-los. E um sorriso no rosto faz toda a diferença!

4 – Desburocratizar o cadastro: muitas vezes as crianças vão sozinhas à Biblioteca, pois os pais estão trabalhando. Facilitar o cadastro e acesso dos pequenos aumenta o interesse e frequência.

5 – E a dica final é: confie nos leitores! As crianças com o tempo passam a entender as regras da biblioteca, a questão de tempo de empréstimo e o cuidado com os livros. Tudo é uma questão de hábito. Confie nas crianças, que elas serão leitores de biblioteca exemplares!

A biblioteca infantil prontinha, e Gariel, Luiza e Matheus

A biblioteca infantil prontinha, e Gariel, Luiza e Matheus

DOE AGORA

Se preferir, COLABORE através de DEPÓSITO na nossa CONTA CORRENTE

Razão Social: Instituto Pró Saber - Sp CNPJ: 27.320.967/0001-07
Agência: 9337
Conta Corrente: 11661-1